A Bitdefender, uma das líderes mundiais em software antivírus, está concluindo dois anos de atuação no Brasil através de sua parceira local, Securisoft, que responde pela distribuição, logística e política de canais em todo o território.

Através desse novo modelo, que veio substituir quatro anos de atuação direta, a base de instalações de software Bitdefender no Brasil experimentou um crescimento de 500%, passando de pouco mais de 500 empresas clientes em meados de 2012 para 3 mil empresas e mais de 200 mil licenças vendidas, contabilizados até agosto último.

A Securisoft avançou também na definição da rede de parceiros Bitdefender, passando de 150 canais registrados em 2012 para cerca de 350 revendas e integradores cadastrados e com algum nível de atividade ao longo do atual exercício. Entre estes, um total de 210 parceiros realizaram negócios regulares com o portfolio Bitdefender, com pedidos de lotes de produtos em pelo menos duas vezes a cada trimestre.

Devido ao sucesso da operação, a Securisoft vem obtendo ganhos progressivos em autonomia em relação às diretrizes globais da matriz da Bitdefender e acaba de ampliar a sua estrutura operacional com mudança da sede operacional para uma nova área de 300 metros quadrados no complexo comercial de Alphaville, na região metropolitana de São Paulo.

De acordo com Eduardo D´Antona, Diretor da Securisoft e Country Partner da Bidefender no Brasil, um dos alicerces da nova operação no Brasil foi o direcionamento do foco que a distribuidora brasileira colocou sobre o mercado corporativo, orientando os parceiros locais para a oferta de soluções principalmente para as PMEs, que representam o maior contingente de usuários pagantes de antivírus no Brasil.

“Além de reforçar o apoio na prospecção e formas de abordagem a este tipo de cliente, passamos a enfatizar o modelo de entrega na nuvem e ajudamos os canais a popularizar a proteção de ambientes virtualizados. A boa surpresa foi constatar que as PMEs brasileiras estão assimilando o uso de virtualização de forma mais rápida que o esperado”, comenta D´Antona.

Segundo o executivo, o Brasil é hoje um dos mercados em que a Bitdefender vem encontrando maior nível de aceitação para sua plataforma GravityZone, uma suíte de gerenciamento de segurança na qual o usuário controla todas as suas estações, servidores, ambientes virtualizados e dispositivos móveis a partir de uma central unificada e de fácil acompanhamento.

Na expectativa de D´Antona, até o final de 2014, as vendas da Bitdefender irão crescer 80% no Brasil em comparação com o exercício passado, o que confirmará o Brasil como responsável por mais de 40 % das vendas para PMEs na América Latina.

Para lastrear o crescimento, a Securisoft está investindo algo em torno de R$ 500 mil, entre janeiro e dezembro deste ano, incluindo-se aí a mudança de sede e as verbas destinadas a marketing.

A empresa também aperfeiçoou o seu organograma gerencial e criou o cargo de Diretor Comercial, que acaba de ser ocupado por Diogo Calazans, um experiente executivo da área de segurança que atuou por mais de 4 anos como gerente de vendas, sob o comando de Eduardo D’Antona na concorrente Panda Security.

Com a nova estrutura de operações, os usuários Bitdefender passam a contar com uma área ampliada de suporte, agora sob o comando do executivo Fabio Fabri – tanto em pessoal quanto em recurso de TI. Ainda em setembro próximo, a Securisoft inaugura um novo laboratório online, através do qual os clientes poderão não apenas realizar “test-drives” de produtos, mas também realizar simulações de suas configurações em ambiente de rede ou realizar varreduras de ameaças com as ferramentas mais atualizadas da empresa.

A área de vendas da Bitdefender passa a contar com 20 profissionais, incluindo-se aí duas posições de apoio à prospecção de clientes e marketing direto a serviço dos integradores e revendas.

[via assessoria de imprensa]

Share.

About Author

Baiano que ama tecnologia. Faz aplicações para a web, desenvolve e presta consultoria. Adora um jogo de xadrez e um hold´em. Editor dos antigos expertstech.net e technodia.net

Leave A Reply