Bixby, assistente de Inteligência Virtual da Samsung poderá fazer sua estréia dia 29/03

Bixby, novo assistente inteligente da Samsung, está programado para fazer sua estréia dia 29/03. O serviço é vai vir com os novos smartphones da Coreana, o Galaxy S8 e o Galaxy S8 Plus, e depois, eventualmente será adicionado em outros aparelhos.

A Samsung está estabelecendo grandes expectativas para a Bixby. Essa é uma jogada arriscada, já que qualquer um que tenha passado algum tempo interagindo com esses “bots” – mesmo os mais famosos como a Alexa da Amazon, ou o Google Assistant, sabe que as coisas não só podem, como dão errado, e definir expectativas realistas para um bot ou assistente inteligente pode ser um negócio bem complicado.

galaxy s8

“Mas a Bixby é diferente dos outros assistentes” – Afirma a Samsung, em partes por causa de sua integridade.

“Quando um aplicativo se torna compatível com a Bixby, ela é capaz de suportar quase todas as tarefas que o aplicativo pode realizar usando sua interface convencional”, disse a Samsung em um comunicado à imprensa segunda-feira. “A maioria dos assistentes existentes atualmente, suporta apenas algumas tarefas selecionadas para uma aplicação e, portanto, confunde os usuários sobre o que funciona e o que não funciona por comando de voz.

A Samsung também diz que umas das maiores diferenças da Bixby, é que ela é capaz de entender as necessidades do usuário, mesmo que as informações por ele passadas, sejam incompletas.

Bixby

A Coreana, ainda promete que a qualquer momento em que um usuário do Galaxy S8 estiver dentro de um aplicativo compatível com a Bixby, o assistente será capaz de “entender o contexto e o estado atual do aplicativo”, e permitirá que os usuários realizem as tarefas em andamento sem interrupção. Se ela percebe que existe informações incompletas, a Bixby ainda tentará concluir a tarefa e perguntará se precisa de informações adicionais para terminar.

Em sua análise do desenvolvimento de assistentes inteligentes que precedem a Bixby, Andreessen Horowitz e Benedict Evans, cita as promessas superestimadas da Apple e a gestão das expectativas pela Amazon, ou pelo menos a falta de hype da Amazon, como fundamentais para a forma como os dois foram recebidos pelos consumidores. Como podemos acompanhar, não levou muito para saber se o que falavam era realidade, ou puro holofote jogado sobre o produto, e por isso até, a baixa aceitação da Siri.

Bixby tem uma carta na manga, que pode fazer com que as pessoas sintam muita vontade de usar o assistente.

Criado por alguns engenheiros que fizeram parte da equipe que desenvolveu a Siri da Apple, o assistente inteligente Viv, terminou sendo comprado pela Samsung por US $ 215 milhões no ano passado. Sua apresentação no TechCrunch Disrupt no ano passado, pode muito bem ser um dos eventos em que as pessoas estiveram mais entusiasmadas com o futuro dos assistentes inteligentes e bots em 2016.

Claro, a Viv pode fazer reservas de hotel e pedir comida (isso outros assistentes também fazem), mas ainda não sabemos qual o papel que a Viv desempenhará na Bixby, ou o que mais será capaz de fazer.

Outra coisa que podemos destacar: a Samsung planeja lançar um kit de desenvolvimento de software muito em breve, o que permitirá a terceiros trazer seus serviços para a Bixby. E se a Samsung está seguindo os passos da Viv, ela sabe que o sucesso de seu assistente está totalmente ligado em envolver da melhor forma possível a comunidade de desenvolvedores.

Para termos uma idéia, a Amazon, com a Alexa, tem tomado medidas para tornar seu assistente melhor e mais inteligente, e isso é devido em grande parte ao ecossistema de mais de 10.000 habilidades – habilidades feitas por empresas parceiras, cidades e suas prefeituras, e dezenas de milhares de desenvolvedores.

Dito isto, as promessas da Samsung de redefinir a interação homem-máquina, e criar algo fundamentalmente diferente dos concorrentes, torna mais provável que Bixby siga a rota Siri do que a da Alexa.

E dada a maré de azar que se abateu sobre a empresa nos últimos anos – a explosão do Galaxy Note 7, a explosão das máquinas de lavar, e a prisão do herdeiro e líder Lee Jae-yong – a empresa deve evitar decepcionar seus clientes a todo custo. A Samsung não pode errar de novo, pois isso com certeza vai custar muito caro.

Se a Bixby for integrada a todos os aparelhos da Samsung e ficar aquém das expectativas, haverá muito mais em jogo do que ganhar terreno na guerra das assistentes virtuais, ou ganhar cota de mercado de smartphones.

Só nos resta aguardar e ver do que a Bixby é capaz.

Share.

About Author

Baiano que ama tecnologia. Faz aplicações para a web, desenvolve e presta consultoria. Adora um jogo de xadrez e um hold´em. Editor dos antigos expertstech.net e technodia.net

Leave A Reply