O MP3, formato famoso nos anos 90 e 2000 tem sua licença oficialmente terminada

Se você cresceu nos anos 90 e no início dos anos 2000, você provavelmente ainda se lembra da época em que baixava arquivos MP3 para construir sua coleção de músicas. E tinha toneladas de cds gravados com suas faixas preferidas. E com certeza, tinha mais cds com mp3, do que os tradicionais, geralmente comprados em lojas.

Estou falando isso, não que eu queira que você se sinta mais velho lembrando dessas coisas, logo no início da semana, o que quero que você saiba, é que o Instituto Fraunhofer de Circuitos Integrados – a agência alemã que inventou o formato de áudio e licenciou algumas patentes para ele – terminou oficialmente seu programa de licenciamento.

Instituto Fraunhofer de Circuitos Integrados

Calma lá… Isso não significa que os MP3s armazenados no seu disco rígido vão parar de funcionar, mas não espere ver muitos novos dispositivos professando suporte para o formato de aqui em diante. Apesar de agora serem livres de patente, e qualquer desenvolvedor poder implementar livremente, a maioria dos serviços de mídia de última geração, como streaming ou radiodifusão de TV e rádio, usa modernos codecs ISO-MPEG como a família AAC ou no futuro MPEG-H. Esses podem oferecer mais recursos e uma maior qualidade de áudio em taxas de bits muito menores.

Para muitos fãs de música, eu inclusive, o MP3 tem um significado mais profundo, do que apenas um formato de arquivo. Conheci muitas bandas através do mp3, tudo ficou muito mais portátil, era possível levar uma quantidade descente de músicas nos nossos cds gravados e posteriormente, em nossos mp3 players.

On-line, eu era capaz de explorar um oceano de música de todos os cantos do globo, descobrir artistas que eu nunca tinha ouvido falar em minha vida, e desenvolver uma orelha para canções bem trabalhadas. À medida que eu ficava mais velho, lentamente minha coleção aumentava. Muito bom poder ouvir jóias do passado e conhecer a maioria das bandas que gosto hoje.

Em um comunicado, o instituto alemão observou que embora o MP3 ainda seja popular entre alguns consumidores, os formatos mais recentes como AAC “podem oferecer mais recursos e uma qualidade de áudio superior em bitrates muito menores.” Não é errado: esses formatos são realmente melhores para streaming e transporta mais informações que o MP3 jamais poderia. Mas não é fácil deixar de lado. Não mesmo! Minha coleção, por exemplo, está toda online no Google Music 🙂

{}!

Share.

About Author

Baiano que ama tecnologia. Faz aplicações para a web, desenvolve e presta consultoria. Adora um jogo de xadrez e um hold´em. Editor dos antigos expertstech.net e technodia.net

Leave A Reply